Obesidade infantil tem diversas causas, incluindo hábitos alimentares ruins e o fator genético


A obesidade infantil está se tornando um problema de saúde pública, de acordo com dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF 2008-2009), um terço das crianças brasileiras estão acima do peso considerado ideal. “A obesidade infantil é uma doença multifatorial, que envolve a carga genética e também os hábitos de vida, como alimentação, atividade física e sono”, explica o endocrinologista Mário Carra, presidente da Associação Brasileira para Estudos sobre Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso).
Para conscientizar os pais e tirar as dúvidas de nossos leitores sobre esse tema:

 

Marlene: Como uma pessoa que nasceu com baixo peso se tornar um adulto obeso?

Dr. Mario Carra: Primeiro, não são todas as crianças nascidas com baixo peso que vão se tornar obesas e ter excesso de peso. No entanto, em uma grande parte deles, o baixo peso modifica o que chamamos de expressão genética. Ou seja: os genes mudam o padrão de comportamento alimentar e principalmente composição do tecido gorduroso. É como se o baixo peso ao nascer fizesse com que um gene adormecido, responsável pelo aumento da obesidade, comece a funcionar.

Regiane: Para somar saúde ao futuro dos meus filhos devo ter uma boa alimentação somente durante a gravidez e amamentação?

Dr. Mario Carra: Olá, Regiane, a boa alimentação deve ser para a vida toda, aproveite a gestação e aproveite para comer bem durante a vida toda porque isso irá fazer bem para você e seus filhos.

fonte:minhavida.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *